mnagano.com

bits, bytes e bravata!

Review: plataforma móvel Intel Santa Rosa

Estava aqui de bobeira em casa, quando recebi uma caixa que achava ser o notebook Lenovo 3000 C200, o qual queria escrever um review já faz algum tempo.

n200_front.jpgAo ver a nota fiscal, notei que o produto não havia sido enviado pela Lenovo e sim pela Intel Brasil e, examinando a etiqueta da caixa, vi que não se tratava do C200, mas de um N200 — um modelo superior para uso geral, com tela widescreen.

Ao tirá-lo da caixa, notei que o portátil ostentava dois selos: o que identifica a nova plataforma móvel Centrino Duo e outro com Windows Vista Ultimate.

Vejamos… Novo Centrino Duo + Windows Vista Ultimate = SANTA ROSA!!!

(Wai-wai!)

Conferindo as especificações técnicas no site do fabricante (P/N 0769-G2U) levantei a seguinte descrição técnica desse portátil:

Processador Intel Core 2 Duo T7500 (2,2GHz)
2.048 MB de SDRAM DDR2 667
Disco rígido de 160GB e 5400rpm
Tela LCD de 15,4″ wide WSXGA+ de 1.680 x 1.050 pixels
Placa aceleradora gráfica nVIDIA GeForce FX Go7300 com 256 MB de memória dedicada
Gravador de DVD
Interface Wi-Fi Intel 802.11 a/g/n
Bluetooth, Modem, rede Fast Ethernet (10/100 mbps)
Chip de segurança com leitor biométrico
Webcam incorporada
Bateria de íons de lítio de nove células
Windows Vista Ultimate

Durante uma conversa que tive com Arthur Isoldi — gerente-geral de notebooks da Lenovo Brasil — ele confirmou que esse modelo (0769-G2U) fez parte de uma encomenda especial vendida à Intel Brasil para demonstrações, de modo que o mesmo talvez não seja comercializado no País.

No seu lugar, a Lenovo oferece o N200 modelo 0687-2BP (R$ 4.169). A plataforma em si é a mesma, porém equipada com um processador Intel Core 2 Duo T7100 (1,83 GHz), 1.024 MB de SDRAM DDR2 667, 120 GB de disco, tela LCD de 14,1″ wide de 1.280 x 800 pixels, interface Wi-Fi Intel 802.11 a/b/g, bateria de seis células e aceleradora gráfica nVIDIA GeForce FX Go7300 com 128 MB de RAM.

Além disso, tanto o layout do teclado quanto a versão do Vista Ultimate do N200 local seguem o padrão português brasileiro.

Desse modo, deve ficar claro que este review está mais para uma análise da plataforma Santa Rosa do que para uma do N200 propriamente dito. Isso me agrada muito, já que a Lenovo é uma das empresas cujo site permite encontrar os drivers mais facilmente. Essa facilidade é algo crítico na hora de avaliar um equipamento de pré-produção ou mesmo um protótipo.

As primeiras informações sobre a plataforma Santa Rosa surgiram no início de 2006, época em que a Intel anunciou a unificação de sua microarquitetura de chips baseada na tecnologia Core. Nessa época, já se dizia que a versão móvel (codinome Meron) iria substituir o Yonah no Centrino Duo (codinome Napa) — no segundo semestre de 2006 — e que a renovação completa da plataforma ocorreria no ano seguinte, com a chegada do Santa Rosa.

Desse modo, o Santa Rosa é uma plataforma formada pelo processador Core 2 Duo (Meron), o chipset Intel GM/PM 965 e a nova placa de rede Intel PRO/Wireless-N (802.11 a/g/n) com opção de uso da versão 802.11a/b/g.

Para diferenciar de seu antecessor, a Intel apresentou um novo selo de identificação, com uma mudança muito sutil, que pode confundir um usuário mais desavisado.

centrino_logos.jpgNo novo selo (imagem do meio), o nome Centrino passou de preto para vermelho, além de perder a “borboletinha” (referência ao primeiro logo no topo). Além disso, a Intel lançou uma nova marca Centrino Pro (imagem de baixo), que implementa a cujo principal atrativo é a implementação da tecnologia AMT (Active Management Technology) antes disponível apenas em desktops.

No geral, o novo Centrino Duo oferece recursos mais avançados de desempenho e de economia de energia, procurando tirar o máximo proveito no que a indústria está chamando de Desempenho por Watt.

Informações mais detalhadas podem ser encontradas no site da Intel.

Mais do que uma atualização de tecnologia, um dos atrativos do Santa Rosa é que ele é a primeira plataforma móvel especialmente projetada para trabalhar com as versões mais avançadas do Windows Vista, em especial a versão Ultimate que, por sinal, funciona muito bem no N200.

Isso já era de se esperar, pois o N200 analisado veio com uma aceleradora gráfica discreta, baseada na GPU GeForce FX Go7300 da nVidia com 256 MB de memória dedicada.

Por causa disso, ficou para depois a avaliação de seu desempenho com a nova solução de volume do Santa Rosa, a aceleradora Intel GMA X3100, que já oferece compatibilidade com HDTV e HDMI, com processamento de vídeo padrão MPEG2 e WMV9B via hardware.

Nos testes realizados, o N200 bateu 4.028 pontos no PCMark 2005, 500 pontos no 3DMark 2006 e 3,1 pontos no Windows Experience Index, todos no Windows Vista Ultimate.

Para avaliar seu desempenho em aplicativos, usamos uma metodologia bolada pelo meu colega Rafael Rigues, que utiliza o AutoGK (Auto Gordian Knot) versão 2.40 — uma aplicação de processamento (e uso de disco) bastante intensivo que comprime e converte todo o conteúdo de um DVD de 4,3 GB em um arquivo de vídeo padrão AVI em DivX de 640 MB.

Nesse teste, o N200 levou aproximadamente 1h46min58s para executar o trabalho.

Trata-se de um tempo impressionante mesmo para um desktop, já que nossa máquina de referência equipada com um Pentium 4 HT de 2,3 GHz e 1.024 MB de SDRAM DDR2 fez a mesma tarefa em 2h22min46s.

Apesar de o Santa Rosa estar fortemente associado ao Vista, o pessoal da Intel confirmou que o novo Centrino também funciona bem com o Windows XP, sendo que todos os drivers para esse SO estavam disponíveis na página de suporte da Lenovo.

Por causa disso, instalamos o Windows XP SP2 no N200 e realizamos uma nova bateria de testes, incluindo aqueles feitos com o Vista e outros que por enquanto só rodam no XP como o Sysmark 2004 SE.

Os resultados foram os seguintes: 225 pontos no Sysmark 2004 SE, 4.197 pontos no PCMark 2005, 582 pontos no 3DMark 06, 5.580 pontos no 3DMark 2001SE e 1h25min53s no teste com o AutoGK 2.40.

Assim como no Windows Vista, o Santa Rosa performou muito bem — para dizer a verdade, até melhor — no Windows XP, o que pode ser conferido nos testes de PCMark, 3DMark e AutoGK.

Finalmente, fizemos um teste de bateria com o MobileMark 2002 e o sistema trabalhou a todo vapor por 220 minutos ou 3h40min.

Nada mal para um notebook de alto desempenho. Apesar disso, precisamos lembrar que o modelo analisado veio com uma bateria estendida de oito células que, com sua saliência característica, agride um pouco a estética do portátil.

Na minha opinião, autonomia nesse caso nem é um item tão importante, pois graças às suas dimensões generosas (33,5 x 3,6 x 26,6 cm — L x A x P) e 2,82 kg de peso, o N200 está mais para um desktop replacement ou workstation portátil — equipamentos onde conforto de uso e desempenho falam mais alto do que portabilidade propriamente dita.

No geral, minha impressão inicial do Santa Rosa é muito positiva, já que ele cumpre a promessa de oferecer uma plataforma melhor e mais avançada para o Windows Vista. Mas como foi dito no início dessa análise, o modelo cedido está mais para mostrar o que essa plataforma é capaz de fazer em termos de desempenho, o que não está errado no caso de uma análise de tecnologia.

Resta agora avaliar os novos modelos “de linha”, à medida que estes comecem a chegar ao mercado nos próximos meses. Aí sim, acredito que será possível analisar equipamentos mais dentro da realidade de preço e desempenho do mercado brasileiro, além de certos recursos que não estavam presentes no N200.

Se tudo der certo, teremos condições de avaliar tudo isso em futuras matérias.

Então… stay tuned!

(rev.0k)

Anúncios

30 julho, 2007 - Posted by | Hardware, Lenovo, Notícia, Review, Tecnologia

1 Comentário »

  1. […] o rato-master Mário Nagano publica o que provavelmente é o primeiro review da plataforma Santa Rosa no Brasil – insider é outra […]

    Pingback por a brodagem aí do lado « Chá Quente | 1 agosto, 2007 | Responder


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: