mnagano.com

bits, bytes e bravata!

Samsung quer ser nº1 em impressão até 2010

A divisão de impressoras da Samsung realizou ontem (10/09) um evento para seus parceiros comerciais , onde representantes da empresa fizeram um breve balanço sobre seu bom desempenho no mercado local e suas estratégias para o futuro. Algumas metas da empresa foram anunciadas durante a apresentação, entre elas a de tornar a Samsung uma das três maiores empresas de TI até 2010 e, nesse mesmo ano, consolidar a liderança no mercado de impressoras.

Segundo João Hiroshi Yazaki, gerente de produtos de impressoras, a estratégia da Samsung sempre foi de trazer uma categoria de produtos para o mercado local, consolidar sua presença e partir para um novo segmento.

Foi assim com as lasers mono e multifuncionais de entrada, seguidas pelos modelos em cores, e a idéia agora é direcionar seus esforços para o segmento corporativo com modelos de maior porte, capazes de fazer a função de copiadora e fax para grandes departamentos

Para isso, a Samsung aposta na sua linha de produtos e serviços de software como o SmarThru Workflow, um gerenciador eletrônico que dinamiza o processo de captura e distribuição de documentos pela empresa, e o SyncThru, que gerencia o acesso e uso das impressoras de maneira centralizada pela rede, racionalizando o seu uso.

Assim como suas concorrentes, muitas dessas ferramentas serão oferecidas gratuitamente para os usuários das impressoras Samsung adicionando, assim, valor ao produto.

Fora isso, a Samsung investe em novas tecnologias que deverão se tornar lugar-comum nos próximos anos, como maior velocidade — 60 a 75 ppm já em 2008 em alguns modelos topo de linha — e a implementação do recurso de impressão frente e verso (duplex) em mais modelos da empresa.

Yazaki explica que mais do que um capricho tecnológico, a impressão frente e verso irá fazer parte da norma Energy Star para impressoras a partir de 25 ppm.

Pode parecer estranho que uma norma de energia fale sobre duplex, mas o melhor aproveitamento do papel implica num ciclo de impressão menor (se comparado com duas impressões). Fora isso, fabricar papel também consome muita árvore e energia.

O planeta agradece.

Por outro lado, a Samsung começa a investir no varejo como canal de vendas das suas impressoras laser e a tendência é aumentar o investimento no consumidor final. Já se encontra fácil no mercado brasileiro modelos laser monocromáticos low-end com preços a partir de R$ 299. Yazaki acredita que nos próximos meses esse preço possa atingir o patamar de R$ 249 – e ficar nessa faixa de preço.

A idéia é convencer o comprador de que a duração do seu suprimento, o toner, é bem maior que a encontrada em impressoras jato de tinta da concorrência, e que, na ponta do lápis, o consumidor economiza. Se você pensa em comprar uma laser barata para ter em casa para imprimir boleto bancário e mapas, por exemplo, pode valer a pena esperar um pouco até o fim do ano.

(rev.ok)

Anúncios

11 setembro, 2007 - Posted by | Opinião, Tecnologia

Nenhum comentário ainda.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: