mnagano.com

bits, bytes e bravata!

Toshiba reinventa o processador do PlayStation 3

spursengine_demo.jpgA Toshiba apresentou durante a CEATEC, no Japão, uma demonstração do seu novo processador SpursEngine, instalado experimentalmente em notebooks Qosmio da empresa.

Com essa implementação, os visitantes eram capazes de reproduzir um DVD apenas com os movimentos da mão, sem tocar no teclado. Em outra demonstração, a câmera do portátil capturava a imagem da pessoa e a reproduzia em 3D, com a possibilidade de mudar o tipo de cabelo e aplicar maquilagens diversas.

Como a imagem era gerada em tempo real, o usuário podia mudar a expressão do rosto e até mexer a cabeça para ver os resultados em outros ângulos. A interação com o software também era feita com gestos sem tocar na tela.spursengine.jpgAnunciado no último dia 20 de setembro, o processador SpursEngine é baseado na tecnologia do Cell BE (Broadband Engine), o revolucionário chip de nove núcleos desenvolvido em conjunto com a Sony e a IBM para equipar o PlayStation 3.

Mas ao contrário deste, o SpursEngine não funciona como o coração do sistema e sim como um co-processador que trabalha em conjunto com a CPU do sistema (Host), que, no caso do Qosmio, é um chip da Intel. Isso permitiu acelerar o processamento de informações de vídeo e de reconhecimento de imagens a um nível bastante ágil e sofisticado, o que abre caminho para uma nova geração de produtos digitais de consumo.

spursengine_concept.jpg

O esquema acima mostra à esquerda o Cell BE original e à direita o SpursEngine da Toshiba. Entre as principais diferenças, podemos ver que a metade dos seus SPEs (Synergistic Processing Elements — mais sobre isso aqui) foram otimizados apenas para codificar e decodificar informações de vídeo em MPEG-2 e H.264.

O SpursEngine também utiliza um novo tipo de memória XDR DRAM (desenvolvido pela Rambus), o que possibilita uma elevada taxa de transferência de dados, algo útil nas aplicações de vídeo.

Notamos também que o PPE (Power Processor Element) não está presente no chip da Toshiba, já que nele o controle de processamento é feito pela CPU do sistema (Host), cuja comunicação é feita através de uma interface PCI-Express.

Segundo a Toshiba, a combinação da capacidade de processamento de software em tempo real dos SPEs e os codecs de vídeo implementados por hardware, resulta numa equilibrada combinação entre flexibilidade de processamento e baixo consumo de energia. O protótipo do SpursEngine opera a 1,5 GHz e consome de 10 a 20 Watts.

Ainda em tempo:

Segundo a agência de notícias Bloomberg, a Sony pode estar negociando a venda de algumas de suas linhas de produção de semicondutores para a Toshiba, entre elas as que fabricam chips para o PlayStation 3, incluindo o próprio Cell BE.

A Sony reportou um prejuízo de 10 bilhões de ienes com suas operações de semicondutores no seu último ano fiscal, de modo que ela está procurando reorganizar suas operações — o que inclui a terceirização da produção de chips além de anunciar o co-desenvolvimento de novos componentes semicondutores em parceria com a Infineon Technologies AG para reduzir custos.

(rev.ok)

5 outubro, 2007 - Posted by | IBM, Notícia, Sony, Tecnologia

1 Comentário »

  1. Nossa, estou até vendo o dia em que o Cell vai ser vendido separadamente, em uma especie de edição especial para desktops… vai ser simplesmente “brutal”. E esse SpursEngine vai ser só um co-processador, tenho até medo da velocidade dessas maquinas😄

    Comentário por Kahe | 18 outubro, 2007 | Responder


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: