mnagano.com

bits, bytes e bravata!

Review: Samsung ML-1630 — Uma laser com estilo

ml1630_divulgacao.jpgNo último mês de setembro, a Samsung anunciou sua nova linha de lasers para o final de 2007/início de 2008, período que engloba tanto as vendas de natal para o consumidor final quanto as licitações de última hora do governo para acabar de queimar as verbas não gastas durante o ano.Entre seus vários lançamentos, o que mais chamou a atenção do lado do usuário final foi a linha de lasers pessoais modelos ML-1630 (impressora) e SCX-4500 (multifuncional), donas de um desenho requintado e acabamento preto brilhante — ou Black Piano — que foi anunciada oficialmente hoje, dia 8 de novembro.

Segundo João Hiroshi Yazaki, gerente de produtos de impressão da Samsung, o público-alvo desses modelos são aqueles clientes interessados num equipamento de pequeno porte e uso pessoal que possa ficar ao lado do PC sem agredir o clima ou a decoração do ambiente de trabalho, em especial às salas de diretoria, recepções de empresa ou mesmo usuários de Mac.

Tivemos acesso ao modelo ML-1630, uma laser monocromática de 16 ppm e resolução nativa de 600 x 600 ppp — podendo chegar a 1.200 x 600 ppp no modo de alta qualidade. Para os padrões de mercado, a ML-1630 é relativamente compacta ( 33,2 x 12,2 x 37,5 — LxAxP), mas isso só foi possível sacrificando-se algumas características do produto, como sua gaveta de alimentação para apenas 100 folhas, algo que pode incomodar aqueles que precisem imprimir várias cópias de grandes relatórios.

Fora isso, praticamente não existe espaço no topo da impressora para receber as impressões, de modo que é necessário instalar um pequeno suporte transparente que se estende por mais de 13,5 cm da frente da laser. Isso exige certos cuidados por parte do usuário em posicionar a impressora na sua área de trabalho de um modo que ninguém esbarre nesse suporte.

ml1630_leds.jpgPara combinar com o visual, a Samsung também caprichou no seu painel, utilizando uma matriz de LEDs azuis montados por baixo do seu painel preto, visíveis apenas quando ligados. Eles formam imagens simples, números e ícones que informam os vários estados da máquina, como o número de páginas impressas ou a necessidade de repor o estoque de papel da bandeja.

Os dois controles disponíveis — liga/desliga e interromper a impressão — são do tipo soft touch (sem partes móveis). Senti falta apenas do botão de economia de energia, recurso muito prático que pode ser ativado via software no seu driver de impressão.

Como era de se esperar de um equipamento de uso pessoal, a ML-1630 vem equipada apenas com uma porta USB 2.0 e trabalha com uma linguagem de impressão própria (SPL), ou seja, nenhum suporte para rede (a não ser pelo PC). Seu ciclo de trabalho é de aproximadamente 5.000 páginas/mês e, segundo o fabricante, ela é compatível com Windows 2000/2003/XP e Vista, Mac OS X e algumas versões do Linux.

ml1630_interior.jpgO processo de instalação é simples e detalhadamente explicado no guia de instalação rápida que já acompanha o produto. Me agradou muito o desenho do seu mecanismo interno de impressão (à esquerda), onde o conjunto do cartucho/cilindro de imagem que entra e sai facilmente no seu compartimento sem o uso de travas.

A ML-1630 já vem com um cartucho “starter” para mil impressões, metade da autonomia estimada do cartucho regular de reposição — modelo ML-D1630A/XAA (2 mil impressões) — e preço sugerido de R$ 239 para o usuário final. Dai podemos estimar o custo por página impressa em torno de R$0,12. Como o cilindro de imagem faz parte do cartucho, isso garante um componente novo a cada reposição de toner.

Nos testes realizados, a impressora da Samsung imprimiu a 12,7 ppm (páginas por minuto) em preto tanto no modo normal ou com textos em cores — algo comum em lasers — e 15,8 segundos para imprimir nosso gráfico de teste em Corel Draw. Nada mal para um equipamento de uso pessoal.

ml1630_textura.jpgSeu desempenho em fotos é regular, com vários efeitos moiré notáveis em certas texturas. A ML-1630 também produziu massas de preto bastante fortes e constante, porém com uma certa irregularidade na sua textura — o que pode ser notado dependendo como a luz incide na folha — mas nada que deva preocupar o usuário, já que isso é mais uma firula técnica ligada às características físicas dos grãos do toner do que um “defeito” propriamente dito.

Também analisei as impressões de textos a 600 ppp, a 1.200 ppp e a 600 ppp com o modo de economia de toner ativado e, no geral, não achei muita diferença entre os vários modos, o que me leva a concluir que o usuário pode utilizar o modo de economia de toner sem receio de perda de qualidade no resultado final.

ml1630_qualidade_texto_100.jpgNa fotografia à esquerda — com a letra “T” com fonte Times New Roman 10 — que tirei das impressões de teste, vemos que a 600 ppp (esquerda) a formação do caracter é muito boa e o modo de economia de toner (centro) não interfere muito no resultado final. Curiosamente, num modo de melhor qualidade a 1.200 ppp (direita) a impressão não ficou tão boa assim. Mas isso não é muito perceptível a olho nu.

ml1630_qualidade_imagem.jpgÀ direita vemos o detalhe de um olho da nossa imagem de referência em preto e branco, também retirado de nossos testes de impressão. Nesse caso, conseguimos ver o efeito do modo de economia de toner na imagem ao centro, se comparado com o modo normal a 600 ppp. À direita podemos ver como o driver de impressão trabalhou com a imagem no modo de 1.200 ppp. As diferenças são mínimas e somente perceptíveis em alguns detalhes, como o ponto branco na parte central do olho.

Pelo preço sugerido de R$ 799, a ML-1630 é, uma combinação interessante de estilo com tecnologia, mas é bom o usuário final estar ciente das suas limitações como a baixa capacidade do seu sistema de entrada e saída de papel, assim como sua conectividade simples e essencial.

Se você gosta de estilo e a demanda fica mais na impressão de e-mails, páginas da web, contas e extratos bancários. A ML-1630 pode ser uma ótima companhia para seu computador.

Resumo: Samsung ML-1630
O que é isso? — Impressora laser de uso pessoal de 16 ppm.
O que é legal? — Desenho elegante, ótimo desempenho em textos.
O que é imoral? — Pouca capacidade na entrada (100 folhas) e saída (30 folhas) de papel, desempenho modesto em fotos.
O que mais? — A empresa limitou algumas características em favor de um belo desenho. Mais indicado para pequenos trabalhos de impressão do que várias cópias de grandes relatórios.
Avaliação: 6,0 — O produto cumpre o que promete e traz algo que o torna mais desejável que outros (entenda a nossa metodologia aqui).
Preço sugerido: R$ 799.
Onde encontrar: www.samsung.com.br

8 novembro, 2007 - Posted by | Hardware, impressoras, Review

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: