mnagano.com

bits, bytes e bravata!

AMD apresenta plaforma de desempenho baseada no Phenom

spider_architecture.jpgA AMD anunciou hoje a chegada oficial da sua primeira plataforma de computação de alto desempenho para profissionais, gamers e entusiastas formada pelo novo processador Phenom quad-core, chipset AMD série 7 e a placa de vídeo ATI Radeon HD 3800 anunciada na semana passada.

Conhecida pelo codinome Spider, a nova plataforma não é exatamente um “pacote fechado”, como ocorre com o Centrino, da Intel. Segundo Roberto Brandão, gerente de tecnlogia da AMD Brasil, a idéia por trás dessa iniciativa é que eles foram feitos para trabalharem melhor juntos, o que não impede que o integrador ou usuário utilize apenas uma ou mais partes dessa plataforma em seus projetos.

Do mesmo modo, a AMD identificou o surgimento de um novo tipo de entusiasta mais interessado em aplicações de vídeo de alta definição (HDTV) que, junto com os gamers, poderá ser o público-alvo do Spider. Daí a idéia de incluir a placa de vídeo nessa especificação. Fora isso, a empresa também valoriza a chamada computação verde, com chips mais econômicos em termos de consumo de energia sem sacrificar seu desempenho.

spider_phenon.jpgA grande surpresa é que junto com o Spider, a AMD também anunciou a chegada oficial do Phenom, seu primeiro produto K-10 quad-core para desktops. A partir de hoje estão disponíveis dois modelos, o Phenom 9600 de 2,3 GHz com 2 MB de cache L2 (dedicado) + 2 MB de cache L3 (compartilhado) e o Phenon 9500, que é uma versão de 2,2 GHz.

Ao contrário dos Opteron K10, os Phenom vêm apenas com uma conexão HyperTransport de 3.600 MHz, indicando que o mesmo só será usado em sistemas com apenas um soquete, ao contrário da plataforma 4×4.

Assim, a linha de chips para desktops da AMD será formada por três grandes famílias de produtos:

  • Sempron LE-1300 — chips de entrada com foco em valor, single-core.
  • Athlon série 1000 — chips de entrada de melhor desempenho, single-core.
  • Athlon série x000 — chips dual-core.
  • Phenom série 8000 — chips K10 triple-core (três núcleos).
  • Phenom série 9000 — chips K10 quad-core (anunciado hoje).
  • AMD Phenom série FX-80 — chips K10 quad-core topo de linha, para entusiastas.

spider_soquete.jpgUm detalhe interessante do Phenom é que, apesar de ser um chip projetado para trabalhar com o soquete AM2+, ele poderá ser usado nas atuais placas mãe com soquete AM2. Brandão explicou que, desse modo, apesar das placas AM2 não serem capazes de tirar o máximo proveito do Phenom, mesmo assim ele oferecerá ganhos se comparado com os atuais Athlon 64 x2, algo interessante para aqueles que desejam fazer um simples upgrade de processador.

Curiosamente, o contrário também é possível, ou seja, um atual processador AM2 até funcionará em placas AM2+, mas não se deve esperar muito em termos de desempenho. O executivo da AMD também explicou que os futuros chips com soquete AM3 serão retrocompatíveis com os soquetes AM2 e AMD2+, mas os chips para esses soquetes não poderão fazer o caminho inverso.

Finalmente o novo chipset série 7 complementa a atual linha 690G, anunciada em fevereiro desse ano. O primeiro modelo será o 770/790 voltado para sistemas com vídeo discreto, enquanto que a futura série 780/780M para portáteis (previsto para o primeiro semestre de 2008) terá gráficos integrados.

Entre seus principais atrativos está o suporte para sistemas com várias GPUs (Crossfire X), HyperTransport 3.0 e PCI Express 2.0, além de baixo consumo de energia.

A família 770/790 terá três modelos: o 790FX com suporte para quatro placas de vídeo e overclock extremo, o 790X com suporte para duas placas de vídeo e o modelo 770 mais voltado para PCs de linha (mainstream) e usuários mais comportados.

spider_overdrive_2.jpgTodo esse conjunto poderá ser orquestrado pelo AMD Overdrive, um utilitário que permite um grande controle do usuário sobre o sistema, o que pode soar como música nos ouvidos de entusiastas que adoram fazer um ajuste fino em suas máquinas.

Empresas como ASUS, Gigabyte, MSI, Foxconn, DFI, ECS entre outros já anunciaram produtos baseados no Spider. A lista oficial pode ser encontradas aqui (AMD 790FX), aqui (AMD 790X) e aqui (AMD 770).

Segundo a AMD, ainda não existem Phenoms disponíveis no Brasil — nem para testes — de modo que teremos que esperar um pouco para ver o novo chip em ação. De qualquer modo, Brandão acalmou a ira e a curiosidade dos jornalistas presentes na sua apresentação com uma imagem de como será o novo chip da AMD (imagem abaixo). Notem o papagaio de pirata (a direita) que chegou de fininho para aparecer na foto.

spider_brandao_nagano.jpg


19 novembro, 2007 - Posted by | AMD, Hardware, Notícia

Nenhum comentário ainda.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: