mnagano.com

bits, bytes e bravata!

Review: Monitor TV LG M228WA (22″)

lg22_intro.jpg

Como já comentei em um post anterior, eu nunca fui muito fã das telas LCD wide (tela larga) em PCs por não ver muita vantagem em abrir mão do número de linhas (altura) em favor do número de colunas (largura).

Apesar disso, nesse mesmo artigo eu expressei meu interesse nos novos modelos de 22″ wide que começam a chegar ao mercado por um preço mais atrativo e que, pelas suas características técnicas, parecem oferecer um ganho real de imagem se comparado com meu tamanho preferido — o LCD de 17″ ou 19″ convencional (4:3). Veja o exemplo abaixo, onde vemos a mesma tela do Excel visualizada numa tela de 1.280×1.024 pixels e em outra de 1.680×1.050 pixels:

lg22_combined.jpg

Analisando as ofertas disponíveis no mercado, me chamou a atenção o Monitor TV LCD M228WA da LG, que combina as funções de monitor de PC e TV no mesmo equipamento. Por ser um feliz usuário de um monitor LG L173SA, resolvi dar uma olhada nesse modelo para ver como anda essa linha de produtos multifuncionais.

lg22_m228wa.jpgAntes de mais nada, é interessante deixar claro que o monitor LCD M228WA não é uma TV com funções de monitor, e sim um monitor com funções de TV (nada de TV digital, para não confundir mais ainda as coisas). Isso pode até causar alguma confusão, já que a própria LG também comercializa a TV LCD 22LS4R (à direita), cujas especificações são muito parecidas com o M228WA, exceto nas funções: enquanto o 22LS4R possui porta HDMI, Progressive Scan e sintonizador de canais, o M228WA vem com porta DVI no lugar do HDMI e o sintonizador externo (TN-300) é vendido como opcional.

Sob esse ponto de vista, assistir TV deve ser visto como uma função secundária do M228WA e, mesmo a aquisição do sintonizador externo TN-300 pode ser até questionável, já que o Brasil ainda vai mudar lentamente para o padrão de TV digital.

Como monitor, o M228WA possui resolução nativa de 1.680 x 1.050 pixels, brilho de 300 cd/m², relação de contraste de 3.000:1 e tempo de resposta de 5 ms. O tamanho de seus pontos de tela (pixel pitch) é de 0,282 mm, ligeiramente maior que os 0,264 mm do L173SA, proporcionando assim a visualização de textos e elementos gráficos maiores e, conseqüentemente, gerando uma leitura mais confortável. Destaque também para o acabamento anti-reflexivo da tela, mais indicado para esse perfil de uso.

O produto mede aproximadamente 52,5×43,9×23,0 cm (LxAxP) e tem 5,8 kg de peso. A tela fica apoiada sobre um pedestal simples e relativamente estável, cuja base pode girar para os lados, facilitando o acesso às suas conexões traseiras. Ao contrário de outros monitores, suas conexões ficam alinhadas na horizontal, o que facilita a conexão dos cabos. Também é possível retirar a base do monitor e montá-lo na parede segundo a norma VESA.

O sistema de som é formado por dois alto-falantes de 3 watts (cada) embutidos na base da moldura da tela, o que dispensa o uso daquelas inconvenientes caixinhas acústicas que costumam ocupar espaço ao lado do PC.

lg22_remote.jpgComo é comum nos atuais monitores da empresa, seu visual é limpo e elegante com um novo tipo de acabamento black piano “com listas” bastante discretas. Com exceção do botão de liga/desliga, a maioria de seus controles ficam escondidos na parte de cima do monitor. Nesse caso, talvez seja mais fácil usar seu controle remoto incluso, que reproduz todas as funções do painel e a maioria das funções mais usadas como TV, como controle de imagem (APC), som (DASP), soneca (SLEEP – 10~240 min) etc. Curiosamente, o controle possui algumas funções como TV, FCR, REVIEW e MEMORY/ERASE que não funcionam nesse equipamento.

lg22_4×3a.jpgEm contrapartida, o controle possui algumas funções realmente interessantes como o A.PROG, que faz o auto-ajuste fino do sinal analógico do PC no monitor e o ARC/* que permite simular o formato de tela padrão (4:3) na tela wide (16:9), preenchendo as laterais com faixas pretas. Isso elimina as distorções da tela tanto na TV analógica, quanto nos jogos de PC que não oferecem modos de tela wide (à direita).

Os menus de configuração do M228WA lembram mais uma TV do que um monitor de PC. Por causa disso, algumas funções clássicas como ajuste de brilho e contraste ficam escondidas dentro da opção “Pessoal” ao lado dos ajustes “Nítida”, “Ótima” e “Suave” do APC. Se você estiver à procura de um controle em especial, mais fácil consultar o manual do usuário.

O monitor ainda dispõe de relógio interno com função de timer e a função😄, um algoritmo de processamento de imagem em tempo real que melhora a qualidade da imagem.

O processo de instalação e configuração do monitor não foi tão simples quanto esperava, principalmente usando a porta SVGA, que não entrava na resolução nativa de 1.680x 1.050 pixels nem com reza brava.

Depois de consultar o pessoal técnico da LG, entendi que o problema não está apenas na placa de vídeo, mas também no reconhecimento correto do monitor pelo PC. Isso ocorre porque, no geral, os PCs estão configurados para reconhecer um monitor padrão ou plug-and-play que, até onde eu saiba, não aceita o modo de tela de 1.680 x 1.050 pixels.

Não se trata de uma solução simples, de modo que vamos por partes:

Primeiro…

Entre no menu de opções da tela do Windows e verifique se a resolução de 1.680×1.050 está disponível. Caso afirmativo, selecione a mesma e teste o modo.

Se tudo der certo, meus cumprimentos e considere-se uma pessoa sortuda (yay!).

Porém…

Mas se esse modo de tela está presente, mas o monitor não entra nessa resolução (boo!), pode ser que o driver do monitor não reconheça essa resolução. No meu caso, isso ocorreu nos monitores descritos no menu de opções como “Padrão” ou “Plug and Play”.

Nesse caso, é aconselhável (para não dizer mandatório) que o usuário primeiro instale o driver do monitor M228WA que, curiosamente, não acompanha o produto, mas pode ser encontrado no site da empresa — clique na opção LG MNT Drivers(071112.zip). Note que esse arquivo incorpora dezenas de drivers de monitores, sendo que o usuário deve procurar e usar a pasta M228WA.

Instalado o driver, o usuário pode tentar entrar novamente no modo 1.680×1.050 e se tudo der certo, o problema estará resolvido (ufa!).

Entretanto…

Existe a possibilidade de que o driver da sua placa de vídeo simplesmente não ofereça o modo de tela de 1.680×1.050 pixels (uia!). Nesse caso, a primeira coisa a ser tentada é baixar o driver mais recente da sua placa de vídeo. Caso o problema persista (boo!), pode-se tentar implementar manualmente esse modo de tela no atual driver de vídeo, com o utilitário PowerStrip 3.7 que permite criar modos de tela customizados. Às vezes funciona, outras vezes não.

Mas se tudo der certo, o novo modo aparecerá na tela de configuração e o monitor poderá ser instalado corretamente (yay!).

Caso nada disso funcione…

Se sua placa de vídeo dispõe de uma porta DVI, utilize essa conexão (com o cabo específico que já acompanha o monitor) e esqueça o que SVGA existe.

De fato, esse modo é até preferível já que o DVI é uma conexão é totalmente digital, oferecendo até melhor qualidade, já que o SVGA tem imagem (digital) gerada e convertida para um sinal analógico (para trafegar pelo cabo) e novamente desconvertido para digital no monitor.

Então, como ia dizendo…

Passado esse contratempo, o M228WA se comportou muito bem como monitor de PC tanto no modo digital quanto analógico.

Com relação ao uso como monitor de vídeo, fiz os testes utilizando um reprodutor de DVD ligado ao monitor via S-Video e vídeo-componente e, como já vi no passado, a qualidade da imagem — principalmente num monitor de 1.050 linhas — depende muito da fonte de sinal, ou seja, quanto menor o número de linhas (como vídeos domésticos) maior a tendência de notarmos efeitos de pixelização. Algo que raramente vimos em mídias totalmente digitais, como as animações da Pixar. O mesmo pode ser dito do mecanismo😄 que realmente procura melhorar a qualidade da imagem, mas o resultado final varia de acordo com o tipo de sinal de entrada.

lg22_dead_pixel.jpgAlgo que me chamou a atenção é que o monitor que recebi para teste apresentou três subpixels defeituosos (um verde e dois vermelhos) em diferentes partes da tela, sendo dois deles lado a lado formando um “cluster”. Essa ocorrência não é rara em telas LCD e, em muitos casos nem é considerado um defeito de fabricação que justifique sua troca, já que as empresas consideram um certo número de defeitos (entre milhões de subpixels) como algo “normal” e “dentro” de seus padrões de qualidade.

Acha isso estranho? Veja o que a sua arqui-rival Samsung tem a dizer sobre isso.

Trata-se de um assunto delicado que talvez mereça um post específico no futuro. Se o usuário não quiser passar por essa experiência desagradável, aconselho que teste o monitor na loja, antes de pagar e retirá-lo da loja. Um bom programa para verificar a existência de pixels defeituosos num LCD é o UDPixel 2.2, disponível para download na web.

No geral, minha impressão do MW228A foi positiva, já que ele cumpre bem seu papel básico de monitor de PC, além de ser útil em outras aplicações como monitor multifunção. Se comparado com seu antecessor — o L173SA — ele perdeu certas funções como PIP e seu controle remoto é bem mais simples. Porém, o ganho de tela é algo que literalmente enche os olhos daqueles que passam muito tempo na frente do monitor.

Também vale a pena relembrar que esse produto pode ter problemas de configuração devido à sua resolução ainda pouco usual, e a sua solução pode não ser tão simples quanto clicar num box ou instalar um arquivo. Nosso conselho é que o usuário tenha certeza de que seu computador ou placa de vídeo sejam compatíveis com esse monitor para não descobrir da pior maneira.

Resumo: LG M228WA
O que é isso? — Monitor multifuncial para PC com recursos de monitor de vídeo e TV (opcional).
O que é legal? — Grande área de visualização, bom desempenho como monitor.
O que é imoral? — Não é dos mais simples de ser configurado no modo SVGA analógico. Seu driver de dispositivo nem acompanha o produto.
O que mais? — Sintonizador de TV deve ser adquirido à parte. Se possível, utilize a conexão DVI.
Avaliação:
4,5 — Talvez você sinta falta de algum recurso e tenha até algumas dificuldades com o produto mas, no geral, o produto cumpre o que promete. (Entenda nossa metodologia aqui).
Preço sugerido: R$ 1.399.
Onde encontrar: www.lge.com.br

28 dezembro, 2007 - Posted by | Hardware, Review

16 Comentários »

  1. resumindo então, meu interesse por este monitor é muito grande, porém tenho um computador de muita precisão, top de linha e só me falta o monitor, no caso gostaria de saber se este monitor ficaria bom para jogos? (Jogos que rodarão em gráficos muito bons)
    Minha VGA é 7900GS, uma placa excelente

    Comentário por Neudi Junior | 24 janeiro, 2008 | Responder

  2. Comprei este monitor em Novembro de 2007 e estou extremamente contente com ele. Não tenho nenhum ponto negativo a levantar sobre ele.
    Utilizo ele bastante para jogos, vídeos da net e em DVD, internet, Word, Excel, e ele se porta muito bem, é excelente! Sua resolução nativa (1680×1050) é fantástica e foi reconhecida de primeira. O único porém que eu até gostaria que ele tivesse, mas só a nível de curiosidade mesmo, pois pra mim não faz absolutamente nenhuma falta, é o PiP, nunca vi, tenho só curiosidade de saber como ele funcionaria, mas não a utilizo como monitor mesmo, pra mim tanto faz ela ter ou não.
    Um abraço e parabéns pelo Review.

    Comentário por Hawk | 29 janeiro, 2008 | Responder

  3. Oi pessoal,

    O desempenho de jogos em telas wide depende mais do jogo em si, já que alguns títulos — como Crysis — são programados para funcionar no modo wide, gerando realmente mais imagem nas laterais. Em outros casos, o efeito é o mesmo de ver TV analógica (4:3) em telas wide, ou seja, a imagem preenche toda a tela mas ela fica levemente “achatada”, fenômeno que alguns toleram, outros não.

    No caso do M228WA o interessante é que você pode fazer com que o próprio monitor ajuste o formato de tela para 4:3
    (inserindo faixas pretas na vertical) minimizando assim esse efeito sem ter que mexer no setup do jogo.

    Com relação ao PIP, o M228WA não dispõe esse recurso ao contrário do meu bom e velho L173SA. O legal do PIP é que você pode abrir uma janelina de TV (em dois tamanhos) enquanto continua a trabalhar no PC. Note que o contrário não é possível, ou seja, abrir uma telinha do PC enquanto vê TV.

    O único inconveniente desse modo, é que essa janela pode ficar em um dos quatro cantos da tela — bem encostado nas laterais — encobrindo assim algo importante da área de trabalho como ícones de programas e documentos, o botão iniciar, a barra de ferramentas, os botões de maximizar/minimizar/sair da janela, etc.

    Como o PIP imagem é gerada pelo monitor, não adianta tentar mover a tela de TV com o mouse.

    Comentário por mnagano | 29 janeiro, 2008 | Responder

  4. Ola, eu já uso o LCD de 19 da LG e não tenho do que reclamar realmente ele é muito bom, agora eu só queria perguntar uma coisa já que vc comentou sobre o fato dos bad pixels, quando eu comprei esse monitor eu comprei dois dele e os dois apresentavam esse mesmo problema eu pesquisei bastante na época e descobri que realmente é um “erro” considerado comum, mas para minha felicidade eu vi em alguns lugares explicando que para solucionar o problema você tem duas opções:
    1) Pressionar sobre o bad pixel com o dedo durante 5 segundos e soltar (Parece brincadeira, mas não é)
    2) Com o dedo mesmo aplicar leves pancadas sobre o bad pixel (Quando eu li isso eu nem acreditei)
    Bom mas para minha felicidade isso resolveu o problema dos dois LCDs e até hoje estão funcionando perfeitamente. Comprei em junho/2006.
    Experimenta ai e me diz o resultado depois.
    Eu estou interessado no LCD de 22, mas já que é pra comprar eu preferia comprar o que já possui o tuner rf interno, vc vê alguma desvantagem nele?
    Abraços

    Comentário por Paulo Flores | 30 janeiro, 2008 | Responder

  5. Oi Paulo,

    O monitor voltou para a empresa, mas vou tentar isso na próxima vez que topar com um pixel morto.

    Não vejo problemas em você escolher um modelo já com tuner como o 22LS4R, a diferença está na porta HDMI no lugar da DVI. Se vc tiver uma placa de vídeo com porta DVI, basta usar um adaptador.

    Comentário por mnagano | 31 janeiro, 2008 | Responder

  6. Até agora nenhuma reclamação do monitor. Realmente muito bom.

    Comentário por Daniel Hypeman | 10 fevereiro, 2008 | Responder

  7. Muito bom este artigo Mário; muito esclarecedor. Estava pra comprar este monitor, mas estou desistindo, pois pra mim a função pip é essencial…Trabalho até tarde da noite, e precisaria pelo menos pra trabalhar e asisitir simultâneamente os telejornais. Você teria um monitor com carcaterísticas semelhantes que possuisse tal recurso? Ou então sé possível instalar uma placa de vídeo que permita o recurso pip?
    Um Abraço!
    CSCORRETOR
    cscorretor@gmail.com

    Comentário por CSouza | 17 fevereiro, 2008 | Responder

  8. Olha … comprei esse monitor há pouco tempo e gostei muito dele ! O tamanho da tela é excelente, muito nitida e as cores são bem “vivas”🙂
    O que me preocupava em relação a ele eram as resoluções abaixo da nativa (1680×1050), mas essa preocupação passou quando testei e ví que as distorções eram quase impreceptiveis, e alem disso, há a função (ARC/*) que deixa o monitor em 4:3 com aquelas faixas pretas do lado ( Que pra jogos não incomoda em nada) Mas soh uso a Wide mesmo, muito show ^^ !
    Ah , e deve ressaltar que é um bom investimento ( e mto útil tb hehehe) usa-lo em conjunto com uma boa VGA para aplicaçoões em resoluções grandes (principalmente em jogos😉 , fica mtooo melhor)!
    O modo tv tb é muito bom ^^
    O único ponto fraco, pra mim, deste monitor foi a falta do PIP mesmo … Mas este pode ser feito com uma placa de captura ( O que eu não vou comprar :PP ) …
    Se alguem tiver alguma dúvida, soh mandar no e-mail tiomutcheul@hotmail.com que poso tentar esclarecer🙂
    Minha opinião final : Adorei o monitor, um excelente custo-benefício !

    Comentário por Marcel | 4 maio, 2008 | Responder

  9. Não entendi o lance da resolução…
    Eu tentei por aqui a resolução máxima da minha placa, que é uma Geforce fx5200, mas não passou de 1280×1024…
    Mas ai isso é referente ao máximo do meu monitor atualmente, certo ? Ele aguento o máximo essa resolução. Queria saber se essa minha placa aguenta a resolução desse monitor/TV da LG ou não pelo padrão VGA mesmo. Sabe onde posso encontrar isso ?
    Valeu.

    Comentário por Rafa | 18 maio, 2008 | Responder

  10. Outra dúvida que tenho e se alguém quiser responder fico muito grato…

    Como é feito o esquema de troca monitor/tv ? Pode ligar antena direto nele ? Precisa de placa de TV ? E se precisa, tem que ser alguma placa especial que venha junta ? Dá p/ por a TV numa janelinha em separado no desktop com possbilidade de minimizar ? Vou pedir a TV por site, não posso ter dúvidas.
    Agradeço !

    Comentário por Rafa | 18 maio, 2008 | Responder

  11. Ando vendo uns reviews pela net afora e vi seu comentário no mnagno.wordpress.

    To com um dúvida aqui que se você puder esclarecer me poupa o trabalho da troca.

    Notei que ao colocar o fone de ouvido com o monitor recebendo o audio do comuputador (no meu caso um Mac Mini) ele fica com um ruído ao fundo. Como você acontece a mesma coisa? Ao ligar o fone na saída do fone de ouvido dele eu baixo o volume até o zero e não ouço absolumente nada.
    Preste atenção direitinho e veja se não fica um pequeno chiado ao fundo ao dar pausa no player que você usa. Notei agora que faz sem o fone também. Só quando aperto a tecla MUTE é que o chiado some totalmente.
    Confirma isso pra mim porque se o seu não faz esse chiadinho vou mandar substituir.
    Obrigado

    Comentário por Marcos | 22 maio, 2008 | Responder

  12. Tenho só uma dúvida, se eu não quiser ligar uma conexão RF (tipo de conexão padrão para TVs) que exige um adaptador do tipo TN300 da própria LG, eu poderia ligar a saída do meu decoder (1 conector RCA para audio e outro para vídeo) de TV por assinatura sem a necessidade do adptador TN300?

    Desde já parabens pelo review pela imparcialidade e detalhes técnicos

    Comentário por Evandro | 6 junho, 2008 | Responder

  13. Como faço para estalar TV? nçao consigo, aqui em casa é Tv comum com cabo! como faço, na Minitor TV não tem entrada para Cabo? Necessito de um resposta! Obrigado!

    Comentário por Julio Cesar Pereira Filho | 22 julho, 2008 | Responder

  14. Esse monitor/ tv de 22″ possui a função de utilizar um canal de tv juntamente com a utilização de algum programa do pc? Se não possui gostaria de saber se existe algum produto da Lg que possui esse recurso.

    Comentário por Isana Miranda | 23 julho, 2008 | Responder

  15. boa noite eu tenho uma tv/monitor M228WA o cual compre na Bolivia e nao preciso do aparelho o sintonizador externo (TN-300. Pelo q incluje entrada de antena (conexao RF).
    Porque minha TV incluje esso????
    E eu ligo TV e RGB as duas ao mesmo tempo.
    Porque aqui no brasil nao incluje entrada RF ????

    Comentário por edgar | 14 agosto, 2008 | Responder

  16. Olá!

    Me resta uma dúvida, acredito que um tanto simples, é possível utilizar o monitor como TV (com o sintonizador de TV TN300), com o PC desligado?

    Grato!

    Comentário por Samuel | 20 agosto, 2008 | Responder


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: