mnagano.com

bits, bytes e bravata!

Testamos os novos Dell Latitude

Na visita deste Zumo à sede da Dell em Round Rock no Texas, noticiamos o breve contato que tivemos com a nova linha de portáteis Latitude série E e a promessa de que seu lançamento seria algo realmente grande e hoje, em um evento mundial, a Dell apresentou sua nova linha de portáteis com um novo visual, plataforma de processamento e software embarcado, numa reviravolta que lembra um pouco a chegada do Novo Honda Civic no Brasil em 2006.

Dizemos isso, porque nós tivemos a oportunidade de passar alguns dias com esses novos equipamentos — alguns deles ainda em estágios bem inicias de desenvolvimento — e publicamos aqui nossas impressões e o primeiros números de desempenho.

Veja nossa análise e várias imagens depois do clique.

Continue lendo

12 agosto, 2008 Posted by | Hardware, Notícia, Review | , , | 2 Comentários

Review: AMD Phenom x3 8750

Em setembro do ano passado, a AMD anunciava para o mercado um produto “ímpar” no mais exato sentido da palavra: seu primeiro chip AMD64 de três núcleos, que recebeu o nome Phenom x3.

Baseado no projeto K-10 (codinome Barcelona) de quatro núcleos, seu anúncio foi recebido com alguma reserva pela imprensa, já que na época circularam boatos de que o Phenom x3 não seria mais do que um Phenom x4 (quad-core) com um núcleo desativado ou, segundo as más linguas, defeituoso sendo automaticamente renomeado como um triple-core, o que passavaria a sensação de se tratar de um produto de segunda linha.

Essa possibilidade foi negada por Roberto Brandão, gerente de tecnologia da AMD Brasil numa entrevista para o Zumo no dia seguinte ao anúncio. Ele afirmou que o x3 seria produzido a partir de wafers específicos, o que tem lá a sua lógica, já que as metas de produção de um tipo de chip não poderiam nem deveriam depender nas falhas na fabricação de outro produto.

Mas desde o início a estratégia do Phenom x3 foi clara: ofererer uma opção com melhor desempenho que os atuais Athlon 64 x2, porém mais em conta que os Phenom quad-core. Curiosamente, o Phenom x3 poderá passar um bom tempo sem um concorrente direto, já que a microarquitetura dos atuais processadores da Intel impedem que a mesma crie um chip de três núcleos a partir de seus Core 2 Quad. Apesar disso, a empresa já confirmou a existência de um chip de seis núcleos (codinome Dunnington) para servidores.

De qualquer modo, fica a dúvida: seria o Phenom x3 uma opção mais interessante que um Athlon 64 x2 de mesmo clock ou de um modelo mais veloz? Fizemos alguns testes e os resultados podem ser conferidos depois do clique:

O que eu fiz, com a ajuda da AMD, foi montar uma configuração simples com uma placa-mãe M3A78-EMH HDMI da ASUS — baseada no chip set AMD 780G/SB700 com vídeo integrado — equipada com 2 GB de SDRAM DDR2 667, disco rígido SATA II de 80 GB, gravador de DVD e três processadores AMD que representariam os três casos que gostaríamos de analisar. A saber:

Caso 1: Athlon 64 X2 4600+ (dual-core de 2,41 GHz) — Escolhemos esse processador porque ele funciona mais ou menos no mesmo clock do Phenom x3 usado nessa análise, o que pode nos dar uma idéia do ganho de desempenho que podemos ter mudando de dois para três núcleos.

Caso 2: Phenom x3 8750 (triple-core de 2,4 GHz) — Tema central desta análise, o Phenom x3 8750 é o mais veloz dos três modelos já lançados pela AMD junto com o 8750 de 2,3 GHz e o 8450 de 2,1GHz. Como na versão quad-core, cada núcleo do x3 possui um cache L1 e L2 individual de 64 KB e 512 KB respectivamente e um cache L3 de uso comum de 2 MB, controlador de memória dual channel para memórias DDR2 de até 1.066 MHz, apenas um canal HyperTransport 3.0 e compatível com o soquete AM2+ etc. (mais detalhes sobre o Phenom e sua plataforma podem ser encontrados aqui).

Caso 3: Athlon 64 X2 6000+ (dual-core de 3,0 GHz) — A idéia de incluir esse chip nesse review é de ver se um processador dual-core de clock mais elevado poderia ser uma alternativa para o Phenom x3. O 6000+ é um atual modelo topo de linha, abaixo apenas do 6400+ de 3,2 GHz.

Para executar a bateria de testes, utilizamos o Windows Vista Ultimate que foi reinstalado e normalizado a cada troca de processador. Os resultados podem ser vistos na tabela abaixo (as células em verde representam o melhor resultado em cada benchmark):

Não há muito o que dizer em relação aos resultados, já que o Phenom x3 8750 se deu melhor em praticamente todos os testes. Podemos notar no Índice de Experiência do Windows Vista, que o resultado em certos itens como gráficos de negócios e disco não mostraram muita diferença de desempenho em termos absolutos, o que caiu como uma luva em nossa análise, já que o processador tende a ser mais solicitado quando outros recursos são limitados como na aceleradora gráfica.

Na minha opinião, os resultados mais interessantes foram os obtidos com o Sysmark 2007 Preview porque ele não é um teste sintético como o PCMark 2005 e sim baseado em aplicativos, representando assim um cenário mais realista sob o ponto de vista do usuário. Algo como ver como um carro sobe uma ladeira acentuada com pavimento de paralelepídedo do que analisar a saída de potência de um motor em kN montado em um dinamômetro.

Vale a pena lembrar que o desempenho de chips com mais núcleos é melhor com o uso de programas capazes de tirar proveito dos recursos de multiprocessamento. Um bom exemplo é o Auto Gordian Knot 2.45, que agrega ferramentas de vídeo de várias origens, sendo que algumas delas não tiram proveito dos vários núcleos, daí os resultados mais próximos entre os três cenários.

Minha conclusão é que o Phenom x3 cumpre sua promessa de oferecer uma solução intermediária de desempenho e valor entre seus modelos de dois e quatro núcleos. Numa era em que o consumo de energia começa a ser algo tão valorizado quanto desempenho, o Phenom x3 8750 também oferece vantagens consumindo apenas 95 watts contra 125 watts do Athlon 64 x2 6000+.

Talvez a única dificuldade por parte do consumidor será de avaliar sua real necessidade de processamento e ter certeza que um triple-core seria a melhor solução para seu caso ou mesmo para seu bolso. Pelo menos na nossa análise prevaleceu a lógica, ou seja, três mostrou ser mais e melhor do que dois. ;^)

Resumo: AMD Phenom x3 8750
O que é isso? — Processador K10 da AMD de três núcleos.
O que é legal? — Bom desempenho para uso geral, melhor que um dual core de mesma velocidade.
O que é imoral? — Parece ser um quad-core com um núcleo desativado.
O que mais? — Produto único no mercado, sem correspondente na concorrência.
Avaliação: 9.0 — O produto possui vários recursos desejáveis não encontrados na concorrência, seus defeitos são mínimos e nada sério que interfira no seu desempenho final. (Entenda nossa metodologia aqui).
Preço sugerido: Não divulgado.
Onde encontrar: www.amd.com.br

2 junho, 2008 Posted by | AMD, Hardware, Review | , | Deixe um comentário

NVidia e a era da computação heterogênea

Nesses últimos tempos temos visto a popularização de um conceito que está sendo chamado de Visual Computing (ou Computação Visual) cuja intenção é de enriquecer a experiência de uso e até mesmo melhorar a produtividade do usuário com o uso de interfaces visuais ricas em efeitos especiais e 3D. Bons exemplos podem ser vistos acima como os jogos de tiro em primeira pessoa, as GUI Aqua do Mac OS X, Aero do Windows Vista e aplicativos como o Picasa e o Google Earth.

Tais aplicações demandam um grande esforço computacional por parte da CPU, problema normalmente resolvido com o uso das chamadas aceleradoras gráficas que utilizam processadores dedicados (GPUs) que liberam a CPU para outras tarefas. Baseado nisso, já faz algum tempo que a NVidia tem defendido a idéia que, para o usuário ter a melhor experiência visual em seus PCs por um preço mais camarada, ele não precisaria investir necessariamente num processador mais veloz e sim numa placa de vídeo mais potente, algo que o pessoal de Santa Clara pode não ver com bons olhos.

Continue lendo

29 maio, 2008 Posted by | Hardware, Notícia, Opinião, Tecnologia | , , , | Deixe um comentário

Camcorder para YouTube

Mais uma câmera de vídeo para YouTube, porém em grande estilo: a JVC Everio GZ-MS100 possui as mesmas funcionalidades da série Everio G, mas num formato menor, mais leve e que trabalha apenas com cartões de memória Flash ao invés do tradicional disco rígido. Isso se justifica porque o produto seria mais indicado para compartilhamento de conteúdo na Web — no geral vídeos de pequena duração

Ela aceita apenas cartões SD, sendo capaz de armazenar até 1 hora de vídeo na melhor qualidade (Ultra-DVD Movie) num cartão SDHC (SD de alta capacidade) de 4 GB ou 9h55m no chamado modo econônico para Internet. Dali os vídeos podem ser enviados diretamente para o PC (via porta USB 2.0) e de lá, para o YouTube com apenas um toque de botão ou diretamente para um DVD-R por meio de um acessório opcional.

A GZ-MS100 possui um sensor CCD de 1/6″ com estabilizador de imagem, monitor LCD de 2,7″, objetiva Konica-Minolta com zoom óptico de 35x (algo como 36 ~1.260 mm em sistemas 35 mm) + 800x digital e microfone estéreo. Ela também pode tirar fotos de 640×480 pixels e imprimí-las diretamente numa impressora com porta PictBridge. Curiosamente, sua interface com o usuário pode ser configurada para o português.

A câmera mede 5,4 x 6,8 x 11,1 cm (LxAxP) e pesa apenas 270 gramas com a bateria e é compatível com o Windows XP e Vista de 32 bits. O preço sugerido para o usuário final é de US$ 350 e já pode ser encontrada aqui.

21 maio, 2008 Posted by | Gadgets, Hardware | 1 Comentário

Monte Seu Próprio NAS

Mais conhecida pela sua linha de placas-mãe ultracompactas para PCs, a VIA Technologies lança uma solução específica para NAS (Network Attached Storage) — a NAS 7800 — uma plaquinha de servidor capaz de rodar um sistema operacional completo como Windows 2000/XP, Linux ou mesmo uma aplicação dedicada como FreeNAS, permitindo que qualquer empresa, hobbista ou entusiasta mais criativo possa criar sua própria solução de armazenamento de rede.

Continue lendo

4 abril, 2008 Posted by | Gadgets, Hardware, Notícia, VIA | 1 Comentário

DirectX 11 poderá ter suporte para Ray Tracing

O site Tech ARP publicou recentemente um interessante artigo citando fontes internas da Microsoft que revelaram que a próxima versão do DirectX 11 poderá vir com suporte para Ray Tracing em tempo real (eita!), um elemento pra lá de importante para o sucesso da estratégia da nova GPU Larrabee que está sendo revelada aos poucos pela Intel. O artigo continua dizendo que o DX11 poderia ser lançado junto com o SP2 do Vista, ou até bem antes disso — talvez o final de 2008 — já que muito do trabalho já teria sido feito pelo pessoal de Santa Clara.

Também já é sabido que o Larrabee terá suporte para DirectX e OpenGL, que os primeiros produtos serão placas de vídeo e não sairão com a marca da Intel.

Teorias de conspiração à parte, essa é uma briga de cachorro grande e ninguém nesse mercado é ingênuo ao ponto de não achar que a Intel — uma das mais interessadas nesse assunto — não estaria de algum modo, apoiando a Microsoft a implementar Ray Tracing no Windows da maneira mais rápida e fácil possível (até mesmo transferindo tecnologia) e que a concorrência estaria deitada eternamente em berço esplêndido, assistindo a tudo isso sem ter uma carta ou duas na manga (ou pelo menos preparando algumas).

Pelo visto essa história ainda vai dar muito pano pra manga, é só esperar para ver.

3 abril, 2008 Posted by | Hardware, Intel, Microsoft, Tecnologia, Windows | Deixe um comentário

Conheçam um velho conhecido (dos brasileiros)

IDF Spring 2008 — Já apareceram no site da Intel as primeiras fotos oficiais da segunda geração do Classmate PC, agora rebatizado como Netbook, já citado no post de ontem.

classmate_2_side.jpg 2genclassmate_closed.jpg

Qualquer semelhança com essa imagem capturada pelo nosso colega Guilherme Felitti durante a última Campus Party em São Paulo não parece ser mera coincidência:

Para mim, isso explica em parte, porque a Positivo, a CCE e até mesmo a Intel Brasil estavam quietinhas (até demais, diga-se de passagem) em relação a este produto, aqui chamado de Classmate 1.5.

E ainda dizem que as últimas novidades de TI não aparecem por aqui primeiro. ;^)

3 abril, 2008 Posted by | Hardware, Notícia | Deixe um comentário

A Intel e o poder do Atom!

idf_2008_day_1_intro.jpg

IDF Spring 2008 — Tem início hoje (2/4) a edição de primavera do Intel Developer Forum de 2008 que, como no ano passado, está sendo realizado em Shanghai, na China. E, devido às diferenças de fuso horário, a Intel organizou um dia antes uma conference call que contou com presença de Anand Chandrasekher, vice-presidente sênior e gerente geral de ultramobilidade para os jornalistas que ficaram deste lado do planeta, para passar alguns assuntos que serão tratados durante os keynotes do chamado “Day 1” (termo cunhado por Justin Rattner, CTO da empresa).

Sob um certo ponto de vista, essa apresentação complementa outra realizada no último dia 17/03 (e já noticiado nesse blog) onde Pat Gelsinger concentrou sua apresentação nos novos produtos para desktops, servidores e a chamada Computação Visual. Desta vez, Chandrasekher fala sobre produtos móveis e sua nova menina dos olhos: a plataforma Intel Atom.

Continue lendo

2 abril, 2008 Posted by | Hardware, Intel, Notícia, Tecnologia | Deixe um comentário

Vista Premium: DX10 obrigatório em junho

nv_dx10_june.jpg

vista_premium_ready.jpgMarquem em suas agendas: a partir de junho de 2008, a Microsoft exigirá gráficos compatíveis com DX10 para que um PC possa ostentar o selo “Windows Vista Premium”, algo que não acontece hoje.

vista_capable.jpegApesar dessa notícia não ser nova — de fato vai fazer quase um ano — isso foi lembrado pela NVIDIA durante seu último Editors Day como exemplo da importância de ter uma boa aceleradora gráfica mesmo em PCs de linha. Mas acho que esse assunto deve ganhar ainda mais relevância depois da confusão jurídica envolvendo a Microsoft e o selo “Windows Vista Capable“, que provocou a ira dos consumidores e até do próprio pessoal de Redmond – já que e-mails internos revelados recentemente por causa desse processo sugerem que a Microsoft foi convencida a baixar as especificações mínimas do Vista para ajudar os fabricantes de hardware, entre elas a Intel e até mesmo as grandes redes de varejo, a esvaziar seus estoques.

De qualquer modo, fica a lembrança. Pode ser útil na hora de comprar um novo PC.

28 março, 2008 Posted by | Hardware, Intel, Microsoft, Notícia | Deixe um comentário

NVIDIA quer ser (ainda mais) verde

nv_hybridpower_intro.jpg

Participei ontem de uma reunião com a NVIDIA cujo o objetivo foi de abrir um canal de comunicação mais técnico com a mídia especializada. O NVIDIA Editor’s Day 2008 contou com a presença de Richard Cameron e J.P. Ranalli, do Brasil, e Nick Stam, Bryan Del Rizzo e Matt Wuebbling, da NVIDIA dos EUA.

Entre os diversos assuntos abordados nesse evento, uma das mais interessantes na minha opinião é aquela em que a empresa — tradicionalmente já identificada pela cor verde — também dá a sua guinada em direção da chamada “computação verde“, onde a força bruta de suas aceleradoras gráficas (ou GPUs) está sendo refinada com tecnologias mais elegantes que permitem poupar energia sem abrir muito a mão do desempenho.

Um bom exemplo dessa nova visão é a tecnologia NVIDIA Hybrid SLI, que explora de uma maneira bem mais engenhosa a existência de várias GPUs no mesmo sistema, em especial os sistemas de vídeo integrado (cada vez mais presentes nos chipsets da empresa) e as placas gráficas, seja uma ou várias delas.

Continue lendo

26 março, 2008 Posted by | Hardware, Notícia, Tecnologia | Deixe um comentário