mnagano.com

bits, bytes e bravata!

Ubuntu multimídia

ubuntu_studios_screens.jpg

O Ubuntu Studio  é um empacotamento especialmente voltado para multimídia, já vindo com aplicações mais voltadas para criação e edição de áudio, vídeo e imagens.

Entre eles estão o gravador de som multitrack Ardour 2, os aplicativos gráficos The GIMP, Inkscape e Blender acompanhado de plugins como dcraw (suporte para arquivos RAW de cameras digitais) ou o wacom-tools para os usuários de tablets Wacom. Para criação e edição de vídeo o sistema já vem com o PiTiVi, Kino e o Cinepaint.

Mais detalhes no site do produto.

Anúncios

27 março, 2008 Posted by | Downloads, Linux, Notícia, Software | Deixe um comentário

Monitore terremotos no MacBook

Como ninguém pensou nisso antes?

software-iseismograph.jpgPesquisadores em parceria com o NEESit (Network for Earthquake Engineering Simulation Cyberinfrastructure Center) criaram um aplicativo de código aberto batizado de iSeismograph (algo como iSismógrafo em português), que utiliza o sensor de movimento presente em todos os MacBooks com chips Intel e da webcam iSight para monitorar abalos sísmicos, coletar dados e transmití-los pela internet.

Criado originalmente para proteger o disco rígido contra danos causados por movimentos bruscos, o sensor de movimento (também chamado de acelerômetro) usado pela Apple é bastante sensível aos três eixos de movimento (X,Y,Z), o que torna o MacBook um sensor de abalos por natureza. A webcam é usada para registrar os abalos em vídeo, o que pode até gerar uma renda extra em programas jornalísticos ou de videocassetadas.

Outra vantagem sobre os sismógrafos tradicionais é que os MacBooks são relativamente leves e compactos, podem funcionar com bateria e se comunicar por conexões sem fio, além de serem facilmente adquiridos no mercado por um preço razoável em qualquer armazém de roça (pelo menos nos EUA).

Fora isso — entre uma tremedeira e outra — o MacBook pode ser usado para coisas mais mundanas, como trocar mensagens, escrever relatórios, brincar e até navegar na web.

O iSeismograph pode ser baixado gratuitamente no site do NEESit e os dados coletados podem ser repassados e compartilhados na própria agência. Basta abrir uma conta de usuário aqui.

Trívia:

Apesar dos ThinkPads também virem equipados com acelerômetros, eles não funcionariam com esse sistema porque — até onde eu saiba — seu sensor de movimento só funciona em dois eixos. O motivo alegado é que desse modo, a sensação de movimento é mais precisa mas não a da sua direção.

27 março, 2008 Posted by | Apple, Downloads, Fun Stuff, Novas idéias, Software | Deixe um comentário

Singularity, o SO de “código aberto” da Microsoft?

singularityarchitecture_a.jpg

Durante o último TechFest da Microsoft, Rick Rashid, vice-presidente sênior da MS Research, anunciou a disponibilidade do Singularity, um novo sistema operacional escrito a partir do zero e voltado para pesquisa científica e — pasmem — está disponível gratuitamente para uso acadêmico/não comercial no Codeplex, o portal de projetos de código aberto da Microsoft.

Segundo Rashid, o Singularity não será o próximo Windows e estaria mais para uma espécie de “carro conceito”, um protótipo para experimentar novos paradigmas de como os sistemas operacionais e as aplicações interagem entre si. A idéia é de oferecer esse produto para a comunidade com a esperança de que isso permita que os pesquisadores experimentem novas idéias rapidamente.

O que mais me intriga nessa iniciativa é como esse produto pode impactar no mundo dos desenvolvedores, já que ele utiliza alguns conceitos muito apreciados pela concorrência, como desenvolvimento cooperativo e código aberto.

wai-wai

6 março, 2008 Posted by | Linux, Microsoft, Notícia, Software | Deixe um comentário

Nokia investe em estabilização de imagem

photo_solid_a.jpg

A Morpho Inc. empresa japonesa especializada em algoritmos de imagens, anunciou recentemente que recebeu um investimento de 165 milhões de Ienes (algo como R$ 2.608.769) da Nokia Growth Partners, a divisão de capital de risco da Nokia.

Entre os principais produtos da empresa estão o PhotoSolid (imagem acima) e MovieSolid, soluções embedded de estabilização de imagem para câmeras digitais em celulares.

A garantia de imagens mais nítidas em celulares pode ser um atrativo importante para o usuário final num futuro próximo, já que a medida em que essa aplicação começa a cair no gosto do público em geral, também crescerá a demanda por melhor qualidade por parte de usuários mais exigentes, que não irão se contentar mais com imagens sem foco ou vídeos pixelizados.

Obviamente, os bárbaros do norte — “expertos” como são — não iam ficar fora dessa.

27 fevereiro, 2008 Posted by | Notícia, Software, Tecnologia | Deixe um comentário

O que você mais usa no MS Word?

Para aqueles que se perguntam se estão utilizando plenamente os recursos do seu MS Word, o blog de Jensen Harris da Microsoft publicou em 2006 os resultados de uma curiosa pesquisa que procurou identificar os cinco comandos mais usados no MS Word 2003. São eles:

1. Colar (Paste)
2. Salvar (Save)
3. Copiar (Copy)
4. Desfazer (Undo)
5. Negrito (Bold)

notepad.jpgEsses cinco comandos representam algo em torno de 32 % de todos os recursos disponíveis no Word 2003, sendo que “Colar” é, de longe, o mais usado (11%) quase o dobro do segundo colocado. Algo semelhante foi observado no Excel e PowerPoint (15% e 12% respectivamente).

Isso mostra uma das grandes vantagens do processador de texto sobre a máquina de escrever ou mesmo do lápis e papel, ou seja, a capacidade de replicar e/ou reorganizar nossas idéias sem arruinar o documento final (alguém ainda se lembra do “branquinho“).

Ao mesmo tempo, esses resultados podem levantar algumas questões interessantes, como a validade de pagar por um aplicativo de escritório para fazer o mesmo trabalho que um produto mais simples e até gratuito também pode realizar. Por exemplo, todos os textos que já produzi para veículos on-line foram e ainda são feitos no bom e velho Notepad. Ah sim: ainda trabalho bem no meu MS Office 97.

Dai meu conselho: se você for usuário de Office, procure saber mais sobre o seu potencial, já que podem existir recursos tão interessantes que beiram ao misticismo.

Caso contrário, avalie bem suas necessidades e verifique se uma solução mais simples atende às suas necessidades. Pode até sobrar uma graninha para investir naquele joguinho que você namora já faz algum tempo.

21 fevereiro, 2008 Posted by | Dicas, Opinião, Software | 2 Comentários

Vencedores do Japan Media Arts Festival 2007

japmediaarts_2007.jpg

Um dos concursos que costumo acompanhar todo ano é o Japan Media Arts Festival, uma espécie de Oscar Hi-Tech que destaca o os melhores trabalhos que utilizam tecnologia no campo da arte, entretenimento e cultura, principalmente no Japão.

Criado em 1997, o evento premia setores até meio desprezados como criadores de “arte”, como entretenimento interativo (games), anime (animação japonesa) e mangá (HQ japonesa). O mais interessante é que além de consagrar trabalhos de artistas renomados e até de profissionais de software, ele também revela novos talentos e títulos que, outro modo, poderiam até passar desapercebido no meio do turbilhão de opções que sobrecarrega o cenário de cultura pop da Terra do Sol Nascente, principalmente para nós que vivemos do outro lado do planeta.

Continue lendo

8 fevereiro, 2008 Posted by | Fun Stuff, Games, Genshiken, Software | 1 Comentário

O império contra ataca: MS e o Open XML (parte 1)

openxml_small.jpgMeses atrás reproduzi uma entrevista que fizemos no Zumo Blog com Cezar Taurion, gerente de novas tecnologias aplicadas da IBM Brasil sobre o ODF. Esse post deve ter tido alguma repercussão na comunidade de software livre, já que — do nada — comecei a receber emails regulares da Microsoft Brasil falando sobre a evolução do seu Open XML, formato rival do ODF.

Como achamos que a Microsoft tem o direito de contar o seu lado da história, a equipe do Zumo entrevistou por e-mail Roberto Prado, gerente de estratégias de mercado da MS Brasil para falar sobre o Open XML. A primeira parte intitulada “Open XML para leigos” pode ser lido aqui.

Divirtam-se e acompanhem os próximos episódios.

25 janeiro, 2008 Posted by | Entrevista, Microsoft, Notícia, Software | 1 Comentário

Microsoft testará Windows no OLPC

xo_win_a.jpgDepois da Intel revelar na semana passada que o novo processador móvel Diamondville será usado para substituir o chip da AMD no XO, agora é a vez da Microsoft meter o bedelho na casa da sogra que está se tornando o OLPC, anunciando que irá instalar o Windows XP no note de 100 Dólares.

Segundo nota publicada no Redmondmag.com, o grande desafio do pessoal da Microsoft é de adaptar o seu sistema operacional num produto que foi originalmente concebido para rodar uma versão leve e enxuta do Linux e não um SO que Negroponte já descreveu como uma “senhora obesa e cheia de penduricalhos”.

Para contornar esse problema, a estratégia será de modificar o Windows XP para que ele possa inicializar num cartão de memória adicional que seria instalada no interior do XO.

Representantes da empresa informam que o XP para o XO não deve estar liberado para o público até o segundo semestre de 2008. Além do trabalho de software, as modificações de hardware sofreram atrasos devido a pouca disponibilidade de máquinas para o pessoal da engenharia.

Não é a primeira vez que ouvimos falar nessa história. Em maio deste ano, Mary Lou Jepsen, CTO da organização OLPC já dizia que seria tecnicamente possível rodar Windows no XO, adicionando menos de 20 dólares ao seu custo final.

A epopéia do OLPC está me lembrando o movimento Punk Rock ou o programa do Ratinho: começaram como movimentos contestatórios que estremeceram a sociedade, mas que a acabaram sendo absorvidos pelo sistema, virando mais um produto de prateleira.

Do jeito que as coisas vão indo, optar entre as soluções do OLPC ou da Intel vai ser apenas uma questão de preferência de cor ou de time do coração: enquanto os Palmeirenses irão torcer pelo XO, os torcedores do Paysandu de Belém do Pará (também conhecido como o Papão da Cuzuru) irão prestigiar o Classmate PC (do Papão de Santa Clara). ;^)

11 dezembro, 2007 Posted by | Microsoft, Software | Deixe um comentário

CDF passa a perna no ODF

lotus_logo.jpgNo início desta semana, eu participei de um interessante workshop sobre as novas soluções da Lotus Software, atualmente uma divisão da IBM, onde estiveram presentes vários executivos do grupo, entre eles Ricardo Rossi (gerente de vendas), Mário Costa (gerente técnico) e até mesmo Marco Bravo, diretor de Software Group da IBM Brasil.

lotus_symphony_logo.jpgEntre as várias — e interessantíssimas — soluções de software de colaboração, de compartilhamento de conteúdo e de redes sociais para corporações mostradas, um dos produtos que pode interessar mais ao público em geral é o Lotus Symphony um pacote de aplicativos de escritório formado pelo Symphony Documents (processador de textos), Symphony Spreadsheets (planilha eletrônica) e o Symphony Presentations (apresentações comerciais).

Qualquer semelhança com um produto vendido por uma empresa de Redmond não é mera coincidência.

Continue lendo

31 outubro, 2007 Posted by | Downloads, Notícia, Software | 3 Comentários

OpenSolaris: o caminho do meio?

opensolaris.jpgCom a proposta de ser um meio termo entre o totalmente protegido e proprietário Windows e o totalmente livre e anárquico Linux, o OpenSolaris é um sistema operacional de código aberto patrocinado pela Sun Microsystems.

A base desse projeto é uma parte do próprio código do Solaris OS, que foi liberado para que a empresa — junto da comunidade de software livre — possa desenvolver novos produtos e até mesmo outros sistemas operacionais. Além disso, o conhecimento gerado por esse projeto poderia até ser usado em versões futuras do Solaris.

Para iniciar o projeto, a Sun forneceu o Kernel do sistema, bibliotecas e comandos que são atualmente distribuídos com o Solaris, com a perspectiva que outras partes possam ser liberadas com o andar do projeto. Mas a idéia é que a Sun não forneça um produto final ou distribuição completa. Para isso, eles já têm o Solaris OS que continuará sendo um produto comercial, com todo o suporte que ele tem direito.

nexena.jpgUm exemplo de um projeto de SO baseado no OpenSolaris é o Nexenta (imagem à direita).

Saiba mais sobre esse projeto no site da iniciativa, ou na sua versão em português.

(rev.ok)

18 outubro, 2007 Posted by | Linux, Microsoft, Software | Deixe um comentário